Evangélicos invadem igreja e destroem estátuas de santos em Sacramento

No

Uma das estátuas, a imagem de Nossa Senhora do Patrocínio do Santíssimo Sacramento, era tombada pelo patrimônio histórico e aguardava data de coroação no Vaticano.

Fonte: Estadão

O problema aqui não é só a intolerância religiosa. O problema é que esse povo acha que pode ditar o que os outros podem ou não fazer. Os evangélicos não estão satisfeitos com o fato de que os católicos têm santos e acham que tem o direito de tirar isso deles na base do vandalismo. Não é assim que a banda toca.

Evangélicos mijam e queimam imagem de Nossa Senhora no sertão da Paraíba

Estátua de Nossa Senhora que foi destruída em Roma (meramente ilustrativa)

Depois falam que os ateus é que são intolerantes e pregam o ódio, né Datena?

Na cidade de Carrapateira, da região de Cajazeiras, no sertão da Paraíba, um grupo de evangélicos invadiu a Paróquia Santo Afonso, pichou as paredes com palavrões, quebraram uma imagem de Nossa Senhora, mijaram em cima, jogaram gasolina e atearam fogo. O padre Querino Pedro ficou desconsolado.

De acordo ainda com o padre, esses meliantes evangélicos seriam membros da igreja do pastor Luiz Lourenço, mais conhecido como Pastor Poroca, que vive fazendo declarações contra a Igreja Católica  e contra o homossexualismo.

Fonte: Portal Araçagi

Aparentemente, ter amor ao próximo como Jesus manda é invadir a igreja dos outros, pichar as paredes, quebrar tudo os trem que tem dentro, mijar em cima e atear fogo. Eu que não quero ser assim não. Como ateu, o máximo que eu já fiz foi argumentar contra as religiões.

Renata Helena Ghiggi, em foto de Diogo Sallaberry

Vereador de Antônio Prado quer que demitam assessora de imprensa por ela não acreditar em Deus

“Ateu perseguido no Brasil? Que isso… Isso não acontece…” Vai nessa.

A assessora de imprensa da Câmara Municipal de Antônio Prado, Renata Ghigghi, foi ameaçada em público, durante a primeira sessão da câmara do ano, em 4 de fevereiro, por um vereador crente do PMDB, Alex Dotti, que queria que ela perdesse o emprego por ela ser atéia.

“…numa cidade onde todos nós fomos eleitos com mais de 98% dos votos, a maioria tem uma religião e acredita em Deus, eu acredito que não pega bem e acho que é muito errado pronunciar-se contra Deus. (…) Eu peço a exoneração da Assessora de Imprensa e a troca urgente, por que a Câmara de Vereadores e a cidade de Antônio Prado é uma cidade de fé.”

Ele disse, literalmente, que por ela não ser religiosa ela teria que ser demitida. Ela, uma mulher de 33 anos que fez faculdade de relações públicas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que foi indicada pelo Presidente da Câmara para o cargo e é qualificada para o cargo.

Continue lendo

3º Encontro Nacional de Ateus acontece no mês que vem

Gato

Atenção! A Sociedade Racionalista tá começando a organizar o 3º Encontro Nacional de Ateus, que vai acontecer dia 16 de fevereiro de 2014 em todo o Brasil.

Quer dizer, vai acontecer se tiver gente se organizando para fazer as festas em cada cidade, né? Para quem tiver interesse em organizar um evento com eles, o Washington Alan deixou aqui um PDF com diretrizes.

Encontro Nacional de Ateus – Diretrizes

Bora montar os churrascos?

Igreja tenta arruinar Natal de família, mas ateus salvam o dia

Esta notícia é bem estranha mesmo.

Neste Natal, em Chickasha, Oklahoma, Estados Unidos, Tiffany Wait, seu marido e seu bebê de 7 meses foram para a lojinha de brinquedos da Bible Baptist Church, onde a igreja estava dando brinquedos de graça para famílias que estavam passando dificuldades financeiras. Mas, do nada, a situação ficou feia.

De acordo com o Chickasha News, os voluntários da igreja insistiram que Wait lhes dessem o bebê para que pudesse ganhar o presente dentro da loja, e ao mesmo tempo barrando os pais de entrar.

Continue lendo

Transfusão de Sangue

Testemunha de Jeová negou a um recém nascido o direito à vida

Um bebê recém nascido dia 20 de dezembro de 2013 morreu no Hospital Geral de Fortaleza no dia 23 porque a avó, testemunha de Jeová não autorizou uma transfusão de sangue. Ela foi contra os desejos da mãe da criança, uma moça de 15 anos, que por não ser maior de idade não conseguiu autorizar a transfusão.

Os assistentes sociais do hospital estavam solicitando ao Ministério Público Estadual que intervisse no caso, mas não deu tempo. Agora o Ministério Público diz que vai processar a avó, visto que ela assumiu os riscos de não deixar fazer a transfusão.

Continue lendo